abril 10, 2009

Vinha subindo a rua. Vinha pensando.
Olhava a vida à volta. Sentia os cheiros e via as cores. Sentia o ar mais fresco da temperatura que hoje baixou um pouco.
Vinha subindo a rua e sentindo esse prazer. Mas não sei porquê... é raro eu sentir isso sem pensar no lado efêmero das coisas. Não consigo sentir que tenho algo sem logo pensar que posso perdê-lo.
Talvez sejam os tempos que chegaram.
Ah se fosse possível estar aqui, subindo a rua, a sentir a Primavera, e ao mesmo tempo estar com aqueles que estão no meu pensamento; fazê-los sentir que não os abandonei.

2 comentários:

  1. o tempo é assim,
    anda rápido demais...
    e a gente mal vê.
    gostei do que escrevestes.

    ResponderExcluir
  2. obrigada, Giovanna, pela visita e pelo comentário.

    ResponderExcluir